"Eu agradeço a todos que me disseram NÃO. É por causa deles que fiz tudo eu mesmo."
Frase supostamente atribuída a Einstein


segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

A Lacunose de Paul C. Delrue

Paul C Delrue apresentou em 2003 a técnica da Lacunose, que consiste basicamente em colar pedacinhos de couro diretamente sobre o cartão das capas do livro com cola forte e depois de bem seco lixar exaustivamente até ficar nivelado e uniforme com algumas aplicações de cola aguada durante o processo e eventual secagem a cada aplicação.
Na minha tentativa de aplicar a técnica de Paul Delrue, acabei usando um mix de técnicas, como mosaico à la Creuzevault, filigrana, a lacunose e douração.
O problema é que escolhi mal as peles que comprometeram o efeito final. O resultado pode ter sido frustante, porém apropriado a um livro que trata da loucura. Mas me diverti bastante.


O Limite de Maurice Sandoz - 1957
Ilustrações de Salvador Dalí

2 comentários:

rui disse...

Amigo Marco
Como sabes não sou propriamente um apaixonado por este tipo de encadernação ainda que as “aceite” neste tipo de livros.
Plenamente de acordo com o teu comentário: a tua segunda tentativa de técnica da Lacunose – “Fala, Amendoeira” de Carlos Drummond de Andrade é bem superior à outra que mostras.
Permita que te felicite, pois ter a coragem de mostrar um obra “não tão bem conseguida” é de louvar.
Partilhar os nossos “erros” (se podemos dizer isto do teu trabalho) creio ser tão, ou mesmo mais, importante que nos auto-vangloriarmo-nos com o que fazemos bem (pois não é esse o nosso dever ?)
Um forte abraço de amizade

Marco Pedrosa disse...

Querido Rui,
Acho que humildade não é um sentimento piegas dos fracassados,
mas antes uma demonstração de sabedoria e uma escada para a perfeição. Como sempre estás pleno de razão. É preciso coragem para admitir fraqueza. Como te disse uma vez, se admito minhas limitações e incapacidade diante de uma situação
abro a porta para o aprendizado, espaço para crescer.
Do contrário limitamos o acesso à
excelência. Reafirmo que me considero um aprendiz, ávido por aprender.
Obrigado amigo por suas oportunas
observações, As quais aguardo nas próximas postagens.
Grande abraço.