"Eu agradeço a todos que me disseram NÃO. É por causa deles que fiz tudo eu mesmo."
Frase supostamente atribuída a Einstein


quarta-feira, 20 de julho de 2011

DOIS TRABALHOS RECENTES


Cantos e Phantasias, Fagundes Varella, SãoPaulo 1865. Garraux, de Lailhacar e Cia
Encadernação bicolor em couro caprino.

2 comentários:

rui disse...

Amigo Marco

Trabalho bem concebido que reúne dentro de uma certa simplicidade, um toque bem pessoal da tua imaginação – nem sempre é fácil criar algo de novo! – e com uma douração bem enquadrada na encadernação. Conjunto bem atractivo!

Quanto à encadernação de Madame Bovary, ainda que sendo uma tradução e do século XX, parece-me uma encadernação muito modernista para o texto que encerra (ao contrário do que acontece com a anterior).

Repara que não discuto a estética e beleza da encadernação – simplesmente notáveis – mas sim o seu enquadramento com a obra.
Seria bem aplicada num autor modernista – lembro-me dum Almada Negreiros, Mário de Sá Carneiro ou, porque não mesmo, um Fernando Pessoa (só para citar autores portugueses) mas para um Gustave Flaubert não.
(Perdoa-me a minha frontalidade…)

Um abraço de grande amizade

PS: Este é que é o lugar certo para o comentário!

Marco Pedrosa disse...

Bem Amigo Rui, vejo que já resolveu sua lida com a mudança e está de volta à net. Que bom!
Sobre a encadernação; tomei por referência a data de publicação da obra no Brasil 1954 e não da edição original, que aí sim seria um absurdo tal encadernação.
Mas vá se acostumando amigo há uma nova tendência para essa arte no mundo inteiro.
Abraço grande
Marco